domingo, 25 de novembro de 2012

Esse Cara Sou Eu - Plágio ou Coincidência?

O que vocês acham da música nova  do cantor Roberto Carlos chamada Esse Cara Sou Eu. Plágio ou Coincidência? Escutem a música Esse Cara Sou Eu com Roberto Carlos e a música Dois Corações gravada pela dupla Gian e Giovani lançada em 1999...Dêem sua opinião Roberto Carlos - Esse Cara Sou Eu Gian e Giovani - Dois Corações

terça-feira, 20 de novembro de 2012

Silvinha - Grandes Sucessos

Sílvia Maria Vieira Peixoto (Silvinha)  Mariana MG 16 Setembro 1951 - São Paulo 26 de Junho de 2008 é uma cantora brasileira que se destacou na juventude dos anos 60.Começou a cantar com o coral de músicas folclóricas organizado por sua mãe, professora de música em São João del Rei (MG), apresentando-se em rádios e programas culturais, por volta de 1963. Mais tarde, incluiu no repertório do coral músicas dos Beatles e de Rita Pavone, artistas dos quais gostava. Em 1965, a convite de Aldair Pinto, foi para Belo Horizonte (MG), para atuar no programa de televisão "Programa Só Para Mulheres", seguindo dois anos depois para o Rio de Janeiro RJ, sendo lançada no programa do Chacrinha. Contratada pela TV Excelsior de São Paulo (SP), cantou durante algum tempo no Programa dos Incríveis, e logo depois passou a apresentar no programa de TV "O Bom", do cantor Eduardo Araújo, com quem se casou. Ainda em 1967 gravou pela primeira vez, as músicas "Vou Botar Pra Quebrar" e "Feitiço De Broto" (ambas de Carlos Imperial), pela Odeon. No ano seguinte excursionou com show da Rhodia, cantando na Fenit, em São Paulo, e no Copacabana Palace Hotel, do Rio de Janeiro, além de outras capitais do país. Ao retornar foi contratada pela TV Tupi para voltar a participar do Programa dos Incríveis, mas seis meses depois estava na TV Record. Gravou três LPs na Odeon, nos anos de 1968, 1969 e 1971. Contratada pela RCA Victor de 1972 a 1975, participou esse ano do show "Pelos caminhos do rock" ao lado de Eduardo Araújo, no Teatro Bandeirantes, de São Paulo, e gravou quatro compactos simples. Em 1975 mudou para a gravadora Copacabana. Depois de alguns anos afastada dos palcos, Silvinha começou a fazer algumas vocalizações e backing vocals esporádicos em jingles e discos, até que, em 1978, a cantora que deveria gravar uma peça faltou, sendo Silvinha chamada para a substituição. A partir de então, passou a ser uma das cantoras mais requisitadas para gravação de jingles. Durante mais de 20 anos foi uma das vozes mais ouvida no Brasil em campanhas para Mc Donald’s, Coca-Cola, Unibanco, Varig, entre outras. Há alguns anos Silvinha se afastou da publicidade e se dedicou junto com o marido Eduardo Araújo, à sua gravadora, a Number One e em 2001 lançou o CD "Suave é a Noite", com músicas românticas, além de diversos shows divulgando seu disco. Silvinha faleceu em 25 de junho de 2008, vitimada por complicações decorrentes de um câncer de mama com o qual convivia a doze anos. Vivam momentos mágicos com esta compilação abragendo o melhor de sua carreira
disco aqui!

Del Shannon - Sings Hank Williams 1964 & 1661 Seconds 1965 (2 em 1)

Del Shannon (Grand Rapids , Michigan, 30 de Dezembro de 1934 - Santa Clarita, Califórnia, 8 de Feveiro de 1990) foi um famoso cantor e compositor norte americano dos anos 60. Seu nome completo de batismo é Charles Weedon Westover. Segundo seus fãs, Del Shannon foi um dos mais originais e carismáticos artistas de rock da década de 1960. Com seu falsete , que se tornaria sua marca deu às músicas a interpretação exata e vibrante, que aliada à sua voz marcante, agregaria admiradores em vários países do mundo. Vale destacar também que em certos períodos, Del Shannon foi muito mais popular na Inglaterra do que nos Estados Unidos, tendo gravado lá seu disco ao vivo, em 1972. Sua grande popularidade no Reino Unido também fica evidenciada no grande número de lançamentos fonográficos, por vezes até superando os de seu país de origem. Em 1988 chegou a gravar participação na música The World We Know  do grupo norte americano The Smithereens. No mesmo ano, após a morte de Roy Orbison, houve rumores de que os Traveling Wilburys teriam convidado Del Shannon para juntar-se ao grupo. Verdade ou não, o fato é que em 8 de fevereiro de 1990 Shannon se suicidou com um tiro de espingarda, devido à sua depressão. Na época, os Traveling Wilburys estavam preparando seu segundo álbum (Volume 3) e uma ótima versão de Runaway foi gravada, mas não incluída. Vivam momentos mágicos com 02 discos de carreira do cantor Del Shannon,  Sings Hank Williams lançado em 1964 e 1661 Seconds lançado em 1965 em um único cd .

disco aqui!

sábado, 17 de novembro de 2012

Martinha - Grandes Sucessos

Martha Vieira Figueiredo Cunha, a Martinha (Belo Horizonte, 30 de julho de 1949) é uma cantora e compositora brasileira de muita representatividade no movimento Jovem Guarda nos anos 60. Era filha de Dª Ruth, a famosa Candinha, que assinava a coluna "Mexericos da Candinha", na fase áurea da Revista do Rádio, editada pelo jornalista Anselmo Domingos desde 1948 até o final da década de 1960. Filha única, desde pequena cantarolava músicas que compunha. Aprendeu a tocar piano aos cinco anos de idade. Trazida por Roberto Carlos de Minas Gerais, iniciou a carreira em 1967, participando do movimento da Jovem Guarda, ficando conhecida como "Queijinho de Minas" (apelido dado por Roberto Carlos) entre os fãs do movimento. Seu primeiro disco foi um compacto simples pela gravadora pela Rozenblit em julho de 1967 com duas composições, de sua  autoria,"Barra Limpa" e "Não Brinque Assim". Logo em seguida em setembro de 1967 lançou outro compacto simples pela mesma gravadora com outras duas músicas de sua autoria "Eu Te Amo Mesmo Assim" (seu primeiro grande sucesso), e "Quem Disse Adeus Agora Fui Eu". Ainda no ano de 1967 lançou seu primeiro Lp intitulado"Eu Te Amo Mesmo Assim e teve a composição "Só Sonho Quando Penso Que Você Sente O Que Eu Sinto", gravada por Erasmo Carlos na RGE e a composição Eu Daria Minha Vida gravada por Roberto Carlos no Lp As 14 Mais da CBS (atual Sony Music) que obteve grande sucesso . Em 1968 gravou seu segundo Lp intitulado "Martinha", obtendo outro sucesso com a música Pior Pra Você Bem Pior Pra Mim  e também com a gravação de Eu Daria A Minha Vida",  Em 1969 lançou mais um disco, "Martinha" já pela gravadora Copacabana. Com o declínio da Jovem Guarda passou a cantar músicas românticas e lançou vários outros discos no Brasil e na América Latina além de vários artistas gravarem suas composições.Segue uma compilação produzida pelo blog abrangendo o melhor da cantora no início da sua carreira para vocês viverem lindos momentos mágicos.


disco aqui!  

Shelley Fabares - Greatest Hits

Michele Ann Marie "Shelley" Fabares nasceu em 19 de janeiro de 1944 e é uma atriz e cantora norte americana. Shelley Fabares é conhecida por seus papéis como "Mary Stone" no seriado de família The Donna Reed Show (1958–1963) , e como a interessante e amorosa Christine Armstrong no seriado Treinador (1989-1997). Ela foi co-estrela em três filmes de Elvis Presley Happy Girl (1965), Spinout (1966) e Clambake (1967). Na gravação de 1962 com a gravação da música " Johnny Angel " alcançou o número um na Billboard Hot 100. Segue uma compilação produzida pelo blog abrangendo o melhor de sua obra musical e tenho certeza que viverão momentos mágicos.
disco aqui!

quarta-feira, 14 de novembro de 2012

Wanderléa - 1965 /1966 (2 em 1)

Seguem o terceiro e quarto discos num único cd da cantora Wanderléa lançados originalmente em 1965 e 1966 respectivamente pela gravadora CBS atual Sony Music.Vivam momentos mágicos com a ternurinha em pleno auge do movimento Jovem Guarda.

domingo, 11 de novembro de 2012

Ator e diretor Marcos Paulo morre aos 61 anos no Rio de Janeiro


O diretor e ator Marcos Paulo, morreu neste domingo (11), aos 61 anos, em virtude de embolia pulmonar, em sua casa no Rio de Janeiro.O velório e a cerimônia de cremação acontecerão segunda-feira, no Memorial do Carmo, na capela 1, no Rio de Janeiro, a partir das 11h.Em outubro deste ano, Marcos Paulo realizou exames de rotina no Hospital São José, em São Paulo, nos quais foi constatada a remissão total de câncer.
Segundo boletim médico, ele estava com a "saúde perfeita e o câncer do esôfago em total remissão", ou seja, sem a presença de células cancerígenas.Marcos Paulo iniciou tratamento em maio de 2011, quando foi detectada a doença em um exame de rotina. Em agosto, o diretor passou por uma cirurgia para retirada do tumor e, para isso, ficou 20 dias internado.Filho adotivo do ator, diretor, produtor e autor de TV Vicente Sesso, Marcos Paulo Simões nasceu em São Paulo no dia 1º de março de 1951 e foi criado no bairro do Bixiga, em São Paulo.Ele iniciou sua carreira artística fazendo teatro infantil aos 5 anos e cresceu em contato tanto com profissionais do teatro, como os atores Fernanda Montenegro, Francisco Cuoco e Sérgio Britto.Em 1967 estreou em uma telenovela com "O Morro dos Ventos Uivantes", que foi transmitida pela TV Excelsior, de São Paulo. Nos próximos anos ele trabalhou em folhetins da TV Record e da TV Bandeirantes, como "Ana, a Professorinha" e "Era Preciso Voltar".Em 1970 iniciou sua carreira na TV Globo com "Pigmalião 70", quando trabalhou ao lado de Sérgio Cardoso e Tônia Carrero. Na novela "O Primeiro Amor", de Walther Negrão, Marcos Paulo,que costumava interpretar galãs, estreou como vilão, interpretando o líder de uma gangue de motociclistas.
Dois anos depois ele fez parte da história da televisão nacional com "Meu Primeiro Baile", primeiro programa gravado em cores da TV brasileira. Em 1975 ele foi escalado para trabalhar na primeira versão de uma novela que marcaria sua trajetória mais tarde, "Roque Santeiro", mas a novela foi censurada.
No teatro,  atuou em “Quando as Máquinas Param" (1971), de Plínio Marcos, e "Deus lhe Pague", de Joracy Camargo. No final dos anos 1970, montou a peça "As Gralhas", de Bráulio Pedroso – pela qual recebeu o prêmio Mambembe como diretor-revelação –, e "Sinal de Vida", de Lauro César Muniz.
Em 1972 estreou no cinema em "Eu Transo... Ela Transa", de Pedro Camargo. Trabalhou nos filmes "Mais que a Terra" (1990), de Elizeu Ewald, Apolônio Brasil (2003), de Hugo Carvana, "Diário de um Novo Mundo" (2005), de Paulo Nascimento, e "Se Eu Fosse Você 2" (2009), de Daniel Filho e dirigiu“Assalto ao Banco Central” (2010).Ele estreou como diretor em 1978, com "Dancin’ Days", de Gilberto Braga, junto de Dennis Carvalho e José Carlos Pieri. Entre as novelas que dirigiu estão “Brilhante” (1981), “Roque Santeiro” (1985), “Fera Ferida” (1993), “A Indomada” (1997), “Salsa e Merengue” (1996), “Meu Bem Querer” (1998), “Força de um Desejo” (1999), “Porto dos Milagres” (2001) “O Beijo do Vampiro” (2002). Marcos Paulo assumiu um dos núcleos de direção de programas da TV Globo em 1998.

sábado, 10 de novembro de 2012

Wanderléa - 1963 / 1964 (2 em 1)

Wanderléa Charlup Boere Salim (Governador Valadares MG, 5 de junho de 1946)  é uma cantora  brasileira de extrema representatividade no movimento Jovem Guarda nos anos 60 ao lado de Roberto Carlos e Erasmo Carlos. Wanderléa se mudou aos 9 anos de idade para o Rio de Janeiro com a família, para se tornar a mais importante cantora da Jovem Guarda. Já aos 10 anos ganhava concursos em rádios e lançou em 1962 o primeiro compacto. No ano seguinte sai o primeiro LP, "Wanderléa", pela CBS. Na gravadora conhece Roberto(com quem teve um rápido namoro) e Erasmo Carlos, e passa a apresentar em agosto de 1965 o programa Jovem Guarda pela TV Record de São Paulo. Transmitido nas tardes de domingo, o programa teve uma das maiores audiências da época e lançou diversos artistas. Participou de filmes ao lado de Roberto Carlos e, depois de terminada a Jovem Guarda, continuou a carreira como cantora pop. Na gravadora CBS (atual Sony Music) foram lançados os 06 primeiros álbuns da cantora (particularmente os que mais gosto) e que representam o movimento Jovem Guarda. Segue os dois primeiros discos da cantora num único cd para vocês curtirem lindos momentos mágicos.
disco aqui!