segunda-feira, 11 de fevereiro de 2013

The Sunshines 1966-1967 (2 em 1)

The Sunshines começou no encontro de Geraldo Brandão e seu irmão João Augusto Soares Brandão Neto (Guty)  filhos do comediante Brandão Filho (cantavam juntos desde crianças todo o repertório dos Everly Brothers) com o Walter D'Avila Filho (filho do comediante Walter D'Avila).  Fizeram um trio com, o Walter na guitarra solo ,Geraldo na base e voz e Guty voz. Isso ocorreu em 1964. Chegaram a fazer alguns programas na TV Excelsior com esta formação. Ainda em 64,entraram no grupo, o Rakami, baixista , primo do Walter e logo após ,o Dândalo, baterista, originando a  primeira formação completa da banda. Na época do baterista Dândalo, foram feitos vários programas de televisão e festas em casas de amigos. Dândalo saiu em 1965, entrando Sérgio que permaneceu até o final da banda. Gravações só ocorreram após a entrada do baterista Sérgio. Foram convidados por Nilo Sérgio , proprietário da gravadora Musidisc para fazerem um LP. O disco não resultou em boa qualidade técnica e demorou tanto para sair que desanimou o pessoal da banda causando briga com a gravadora. Enquanto o disco não era lançado resolveram tocar em uma boate de Copacabana chamada Rio A Go Go. Com o tempo a boate começou a reunir a nata da Jovem Guarda e todos iam ver, ouvir e dançar com os Sunshines. Foi nessa boate que foram procurados por Luís Carlos Ismail um cantor primo de Roberto Carlos, a pedido de Jairo Pires (que mais tarde seria produtor da banda) para fazer um teste na CBS Discos. Como o disco na Musidisc não tinha sido lançado a banda topou o teste na CBSFizeram o teste e foram aprovados na primeira música intitulada Não Posso Dela Me Afastar. Jairo Pires gostou tanto da forma que apresentaram a música teste que incluiu no LP de 1967 a mesma gravação. O primeiro compacto simples que saiu pela CBS, após o distrato com a Musidisc  foi com as músicas Último Trem (Last Train To Clarksville) no lado A e Aonde Você For Eu Não Irei no lado B. O compacto estourou e vendeu muito a ponto da gravadora Musidisc resolver lançar o LP gravado há mais de um ano. A CBS, sabiamente abafou o produto. Na CBS, após o sucesso do compacto O Último Trem foi produzido o LP com o mesmo nome em 1967. Além deste Lp foram feitos mais 03 compactos simples pela CBS com as músicas Por você Tudo Faria / Quando for Bem Tarde no primeiro compacto, Corro De Tão Longe/ Um Novo Amor Há De Vir no segundo e já com o nome The Suns foi gravado Raios De Sol e Pensando Nela. A discografia dos Sunshines se encerra na gravadora Equipe com um compacto com as seguintes músicas Fique Longe De Mim e Pare De Me Seguir. Guty veio a falecer em 1992. Segue num único CD produzido pelo blog os 02 únicos Lps da banda e mais faixas bônus de compactos lançados pela CBS. Vivam estes maravilhosos momentos mágicos.
disco aqui!

terça-feira, 5 de fevereiro de 2013

Reg Presley, vocalista do grupo The Troggs, morre aos 71 anos

Reg Presley, nascido como Reginald Maurice Ball (Andover, Hampshire, 12 de junho de 19414 de fevereiro 2013) vocalista da banda The Troggs, morreu aos 71 anos na segunda-feira (04), em sua casa em Andover, no sul da Inglaterra. O líder da banda britânica foi diagnosticado com câncer de pulmão em janeiro de 2012, depois de sentir indisposto em um show na Alemanha em dezembro do ano anterior.Famoso por músicas como Wild Thing e Love is All Around, Presley fundou o Troggs no início da década de 1960. "Wild Thing" também foi sucesso nos Estados Unidos, interpretado por diversos músicos, como Jimi Hendrix e Bruce Springsteen. Mais tarde, canções como With a Girl Like You e Can't Control Myself ganharam as paradas de sucessos e no Brasil na Jovem Guarda também ganharam destaque com versões brasileiras pelo conjunto Renato E Seus Blue Caps.Nos anos 1970 a banda perdeu popularidade, mas voltou a ganhar espaço quando os grupos REM e Wet Wet Wet gravaram versões de Love is All Around, tema do filme Quatro Casamentos e um Funeral, na década de 1990.

sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013

Morre Nenê integrante da banda Os Incríveis

Morreu na manhã desta quarta-feira 30 01 2013, em São Paulo, aos 65 anos, o músico e produtor Lívio Benvenutti Jr., o Nenê, baixista do grupo Os Incríveis, um grande sucesso da Jovem Guarda nos anos 1960. Nenê foi diagnosticado com câncer de pulmão em outubro do ano passado. Estava internado no Hospital Santa Maggiore, foi velado no Hospital Beneficência Portuguesa e o corpo seria enterrado às 15h.
Os Incríveis foi formado em 1962, mesmo ano dos Beatles, com o nome The Clevers. Tinha Mingo, Risonho, Manito, Netinho e Neno no baixo (Nenê, que já tocava desde os 12 anos, entrou no lugar de Neno em 1966). Morreram Mingo, Manito e agora Nenê. Netinho teve um câncer nas cordas vocais em 1995, mas se recuperou. A banda fez um sucesso absurdo no final dos anos 1960 e no começo dos anos 1970 com versões, como a de Era Um Garoto Que Como Eu Amava os Beatles e os Rolling Stones (sucesso do italiano Gianni Morandi). Infelizmente mais uma perda significativa do movimento Jovem Guarda.